24 plantas de sombra total para cultivar dentro de casa

Espaços de sombra em casas, apartamentos ou escritórios podem ter um colorido bem agradável quando escolhemos as plantas de sombra total certas para preenchê-los. Existem muitas plantas que sobrevivem super bem em ambientes poucos iluminados. Fiquei surpresa ao descobrir que o número de espécies que não toleram o sol é bem grande.
De fato, toda planta precisa de energia solar para fazer a fotossíntese e  se desenvolver, porém, algumas murcham, desbotam e morrem se ficam expostas diretamente ao sol. Para nossa alegria as  plantas que gostam de sombra total são bem comuns e fáceis de achar em qualquer flora ou mercado.

As Plantas de Sombra Total e a Luminosidade

Importante aqui fazer uma distinção em relação à luminosidade. Vamos então dividir em dois pontos diferentes e você escolhe o que melhor se adapta ao local que escolheu para sua planta.

  1. Exitem as plantas que gostam de sombra total, porém exigem luminosidade no local. É o que vamos ver logo abaixo.
  2. E existem as plantas que gostam de sombra parcial  e que necessitam de algumas horas (entre 2 h e 6 h) de sol durante o dia. Clique aqui para ver sobre essas plantas.

Geralmente as plantas de sombra total exigem pouca rega , talvez  uma a duas vezes por semana .  Ao regá-la, contudo, tenha certeza que a umidade chegará às raízes tendo o cuidado de não deixar o solo encharcado.
As plantas se adaptam e buscam a luminosidade naturalmente.  Então, tente manter sempre o mesmo lado do vaso voltado para a luminosidade. Se você tem muitas plantas, vale fazer um risquinho de caneta no seu vaso para te ajudar a lembrar qual o lado deve receber mais luminosidade. Isso vai ajudar a manter sua planta bonita e feliz.
Contudo, algumas plantas ficam mais bonitas quando suas folhas não pendem para um lado só.  Então, avaliem e fiquem atentos  para que sua plantinha não sinta o deslocamento.
Vamos lá então , vejamos aqui as plantas de folhagens que gostam de sombra total. 

24 Plantas de Sombra Total

1 – Fitônia ()

Fitônia

Você vai encontrar uma variedade maravilhosa de espécies da Fitônia. Além disso, vai se encantar coma as combinações de cores contrastando com o verde, rosa, vermelho e amarelo.
Cultive a Fitônia em vasos baixos e com boca ampla. Para que você tenha um lindo buquê, faça podas regulares. Essa planta gosta de umidade, então suas regas devem ser mais frequentes.

2 – Peperômia

foto: en.wikipedia.org

Da família das piperaceae, a Peperômia possui muitas espécies. É uma planta que prefere ambientes com luz difusa. Você pode encontrar a Peperomia em cores vivas de verde, ou verde mais fosco, variegadas e rubras. Dependendo da espécie podem ser pendentes e usadas em jardins verticais.
O mais legal da peperomia é que ela se propaga muito fácil. Basta uma folhinha e em 30 , 60 dias você tem uma nova muda.

3 – Peperômia Melancia ()


Peperômia Melancia

Planta nativa do Brasil, que adora sombra, de fácil cultivo, fácil reprodução, pequena e com folhagem de design exótico. Quer mais? Fica maravilhosa em pequenos vasos.
Originária de florestas tropicais, gosta de umidade. Borrifadas de água em suas folhas vão deixar sua Peperômia Melancia muito feliz. Outro nome popular é Peperômia Zebra.

 

4 – Clorofito ()

Clorofito

O Clorofito tem um aspecto elegante que transmite alegria ao ambiente. É fácil de cuidar, aceitando ambientes mais secos e com pouca luz.
Muito usada em vasos suspensos,  o Clorofito pode ser regado mais regurlamente. Deve ser fertilizado mensalmente.

5 – Planta-chinesa-do-dinheiro ()

Pilea peperomioides

Perfeita para ambientes internos , a Pilea peperomioides é de origem chinesa. Gosta de solo úmido e adora sombra. Tenha cuidado ao escolher o vaso; sempre com furos e mantenha o subtrato bem drenado. O formato arredondado das folhas é muito charmoso e fica lindo em qualquer cantinho da casa. Suporta bem temperaturas extremas, tanto ambientes mais frios quanto lugares mais quentes. Tem quem ame tanto, que faz a estante inteira só de Pileas. Veja aqui essa ideia.
Se você ganhar uma Pilea peperomioides de presente é sinal de  bem querer; pois ela também é conhecida como Planta-da-amizade.

6 – Planta-da-amizade ()

Planta da Amizade

Assim como a Peperomioides , a amizade é celebrada aqui novamente com outra Pilea, só que esta é da família das Urticaceae. O mais interessante da Pilea involucrata está nas suas folhas que são opostas, formando uma geometria muito bonita. Além, é claro, da beleza das suas cores e textura.
Típica de florestas tropicais,  não tolera ambientes frios.

7 – Begônia Rex ()

Begônia Rex

Quer uma planta exótica? Tá aqui. A Begônia Rex é de origem indiana, mas já é amplamente cultivada no mundo todo. Se você tem uma, entende o fascínio que ela causa. Suas folhas são diferentes e surgem diretamente dos rizomas largos, dando um efeito único. Você vai encontrar a Begonia Rex em diversas cores, desde o verde ao vermelho, rosado ou prateado, até amarelo amarronzado.
Tenha cuidado com a rega, pois o encharcamento do solo pode causar o apodrecimento rápido da planta.
Por outro lado, essa é uma daquelas plantas que avisam quando precisam de água. Como assim? Você vai perceber que suas folhas pendem para baixo, ficando murchas como um todo. É só regar e em menos de uma hora elas voltam ao seu esplendor!

READ  👉【cuándo plantar y sembrar un naranjo en argentina】

8 – Sansevieria – Rosetas ()

Sansevieria Roseta

Existe uma grande variedade das Sansevieria, inclusive as de porte  baixo como as rosetas. Seu caule é carnudo, em forma de espada e são circulares. Suas cores mesclam o verde, amarelo e branco. Para reprodução basta replantar um pedaço das folhas . São fáceis de cuidar, pois não exigem muita atenção, suportando períodos mais longos sem água.
Muito cuidado para que as pontas não sejam danificadas, pois podem parar de crescer. Lembrando que a Sansevieria é uma planta tóxica; leia mais sobre isso aqui.

 

9 – Maranta ()

foto: commons.wikimedia.org

Essas plantas são de origem tropical , sendo a maioria proveniente das florestas brasileiras. Existem mais de 500 espécies de Maranta. Se você escolher cultivar a  Maranta Leuconeura saiba que ela exige um pouco mais de atenção quanto a sua rega. Mas vale a pena, a beleza das suas folhas é impressionante.
Se adaptam melhor ao ambiente de sombra úmido e quente. Devem ser fertilizadas constantemente a cada duas semanas. E atenção: tanto a falta quanto o excesso de água podem fazer a planta morrer.

10 – Nertera – ()


@nertera_natural

E essa coisinha fofinha? Dá vontade de ter uma. A Nertera é originária da Oceania e ainda pouco conhecida no mercado brasileiro. Ela é muito comum em forração do solo, mas fica espetacular em vasos com seu formato arredondado.
Seu cultivo é parecido com o dos cactos; ou seja, aprecia um solo mais arenoso e apesar de gostar de umidade, o excesso de água nas raízes pode causar a podridão da planta.

11 – Comigo-ninguém-pode ()

Comigo-niguém-pode

Tem fama de espantar o mau olhado, trazer bons fluídos e harmonia para o ambiente. Essa planta se desenvolve bem em ambientes internos, chegando a 50 cm de altura.  Por sem uma planta tropical, não suporta temperaturas baixas.
Contudo, tenha cuidado no momento em que for manusear a planta Comigo-ninguém-pode, pois todas as suas partes são extremamente tóxicas. Se quiser saber mais sobre plantas tóxicas clique aqui.

12 – Tostão ()

Tostão

Com suas folhas verdinhas por cima e arroxeadas na parte inferior, o Tostão ou Dinheiro em Penca é uma planta rasteira delicada e que fica linda em vasos e jardineiras. Tem um crescimento rápido, ao mesmo tempo que se multiplica facilmente.
Sua manutenção é simples, gosta de umidade, apesar de não tolerar ambientes frios e nem vento.

 

13 – Zamioculca ()

Zamioculca

Essa deve ser a planta de sombra total mais utilizada nos interiores de casas e apartamentos em todo o mundo. De cor verde vibrante , caule grosso e folhas com um brilho lindo. Assim como as Sansevierias,  a Zamioculca é muito resistente e requer regas somente duas vezes por semana ou menos, dependendo da temperatura e umidade do local.
Seu crescimento é lento podendo chegar a mais de um metro de altura. Leia aqui mais detalhes de tudo que você precisa saber para cultivar e reproduzir a sua Zamioculca.

14 – Aglaonema Silver Queen–

Aglaonema Silver Queen

Gente , isso é prata ? É. E você vai se apaixonar. A Aglaonema Silver Queen tem essa folhagem cheia de contraste e exuberância que conquista fácil os amantes de plantas.
Mas atenção, ela não suporta frio e vento. Também não deve ser colocada em ambientes com ar-condicionado. Utilize um substrato com mistura arenosa.
Leia também:

  • Lírio da Paz
  • Suculentas Pendentes

15 – Singônio –

Singônio

Essa é uma planta bem comum aqui no Brasil e muito utilizada para forração em jardins e também como trepadeiras. Mas não despreze a Singônio como planta ornamental para vasos. Ela tem um desenho rajado muito bonito nas folhas e um formato interessante. Além disso, quando jovem suas folhas são mais esbranquiçadas e vão ganhando um verde mais intenso à medida que crescem.
A Singônio gosta de ambientes mais úmidos e protegidos do frio.

16 – Pacová ()

foto: @eve_garden2020

Em seu ambiente natural, cresce sempre  à sombra de outras plantas maiores, o que garante o verde intenso e lindíssimo de suas folhas. A Pacová é uma planta bastante resistente e ideal para ser cultivada dentro de casa ou mesmo em escritórios com ar-condicionado.
Como a rega deve ser de 1 a 2 vezes por semana, não exige tantos cuidados. Escolha um substrato bem solto  e aerado para manter as raízes livres do encharcamento.

17 – Lírio da Paz (Spathiphyllum )

Lirio da paz plantas para baheiroLírio da Paz

É um planta ornamental muito bonita e uma das poucas espécies que florescem em ambientes internos e sombra. Muitos acreditam em sua capacidade de trazer boas energias e tranquilidade.
O Lírio da Paz é muito sensível a variações bruscas de temperatura e também à falta de água. Observe seu comportamento, dependendo da época do ano, para decidir quanto de rega ela precisa. Uma curiosidade sobre o Lírio da Paz é que sua flor é somente a haste de dentro que acompanha uma folha modificada branca.

READ  Extracto de castaño de indias o hesperidina

18 – Maranta Cascavel – ()

maranta cascavel calateaMaranta Cascavel

A família Marantaceae possui mais de 500 espécies catalogadas. São popularmente chamadas tanto de Calathea quanto de Maranta. O desenho das folhas conquista quando você bate os olhos nelas; tons de verde por cima e arroxeado no verso. Tem crescimento rápido, atingindo cerca de 60 cm.
Devem ficar protegidas do sol para não perderem o contraste de cores das folhas. A  rega deve ser de uma a duas vezes por semana.

 

 

19 – Orelha de Rato – ()

Orelha de Rato

Outra plantinha delicada e muito graciosa é a popular Orelha de Rato. Possui um caule maleável e que não cresce durante seu desenvolvimento, deixando seu aspecto pendente muito atraente em vasos. Sua cor pode variar do verde escuro até um verde mais clarinho, esbranquiçado.
É resistente a períodos de seca, mas não descuide da umidade do solo.

20 – Asplênio – ()

Asplênio

É uma samambaia maravilhosa com folhas exóticas que vão te conquistar à primeira vista. É fascinante acompanhar as novas folhas se desenrolando do centro da roseta. Tem uma presença marcante se cultivada em vasos ou mesmo em jardins naturais. Suas folhas devem ser limpas periodicamente com movimentos delicados para que os tons de verde continuem brilhantes.
Gosta de sombra e muita umidade. A saber, tem crescimento rápido e pode chegar a 60 cm.

21 – Jiboia – ()


Jiboia

Muito popular dentre as plantas de sombra total, a Jiboia se destaca como uma planta coringa, explico: trepadeira, pendente , vaso com terra, recipiente com água, ela aceita todos. Tem um crescimento rápido e as cores das folhas podem variar, do verde mais escuro ao rajado mais claro, dependendo do cultivo escolhido.
Suas folhas em formato de coração e a facilidade de reprodução conquistam principalmente os jardineiros iniciantes.

22 – Costela de Adão ()

Costela de Adão

Considerada a planta de sombra mais conhecida e plantada em todo o mundo. E com razão! As folhas da Costela de Adão tem um recorte exuberante, de um verde vivo e caule vigoroso. Na natureza ela se apoia em outros troncos para crescer; em casa você pode usar uma estaca de xaxim no vaso para que ela possa se apoiar.
As regas devem ser até duas vezes por semana já que a planta prefere ambientes mais secos. Utilize um fertilizante líquido pelo menos 2 vezes ao mês.

 

 

23 – Sansevieria – Lança de São Jorge ()

Lança de São Jorge

É uma das plantas de sombra total e interior mais resistentes que existem.  Se adapta muito bem tanto a  ambientes internos, de sombra total, quanto externos. É resistente a pragas e doenças. Não necessita muita rega, assim como, não precisa de podas.  A Lança de São Jorge é perfeita pra quem está iniciando em cultivo de plantas. Concluindo, tem fama de planta indestrutível.

24 – Pleomele ()

Pleomele

Como uma planta tropical a Pleomele gosta de calor e umidade. Suas folhas são verdes escuras e em forma de fitas, que podem ser podadas e direcionadas para uma formação mais volumosa. Como resultado, ficam lindíssimas.
Ela cresce muito bem em jardins abertos, porém  prefere ambientes com condições de sombra. Dentro de casa, surpreendentemente,  tem a capacidade de filtrar as toxinas presentes no ar.

Relacionado: Plantas Grandes para Ambientes de Sombra


+25 PLANTAS de INTERIOR RESISTENTES con POCA LUZ


Bienvenidos a EcologíaVerde, en este nuevo vídeo llamado “+25 PLANTAS de INTERIOR RESISTENTES con POCA LUZ” te enseñamos una gran variedad de plantas de interior resistentes a la oscuridad o a condiciones de poca luz natural para que puedas decorar el interior de tu casa aunque las condiciones para las plantas parezcan duras, pues verás que para muchas plantas, en realidad, son las más adecuadas. Si quieres conocer las plantas para interiores oscuros o con poca luz natural directa que te aconsejamos, quédate viendo este nuevo vídeo de EcologíaVerde en el que descubrirás los nombres, algunas características y verás sus imágenes para reconocerlas.
Además, si quieres conocer más acerca de las plantas de interior resistentes con poca luz, entonces entra en el artículo original de EcologíaVerde: https://bit.ly/2InpBke
Descubre en EcologíaVerde un canal de gran calidad dedicado al mundo de la ecología, el medio ambiente y la jardinería. Encontrarás contenido muy variado, tanto educativo sobre biología, ecología, zoología y más ciencias medioambientales, como guías y consejos de jardinería para que disfrutes al máximo de tus plantas dándoles los cuidados que necesitan. No esperes más para aprender y convertirte en un experto de la naturaleza. Entra, aprende y comparte experiencias. ¡Te lo pasarás genial!
Web de EcologíaVerde https://www.ecologiaverde.com/

Hãy bình luận đầu tiên

Để lại một phản hồi

Thư điện tử của bạn sẽ không được hiện thị công khai.


*